Um novo instrumento para avaliar a motivação para fumar

Dra. Elisa Sebba Tosta de Souza

Resumo

Objetivo: Desenvolver uma nova escala voltada para a avaliação da motivação para fumar, incorporando questões do 68-item Wisconsin Inventory of Smoking Dependence Motives (WISDM-68, Inventário Wisconsin dos Motivos de Dependência ao Fumo, de 68 itens) na Modified Reasons for Smoking Scale (MRSS. Escala Razões para Fumar Modificada).


Métodos: Nove questões do WISDM-68 relativas à associação estreita, exposição a gatilhos/processos associativos e controle de peso foram incorporadas às 21 questões da MRSS. Um total de 311 fumantes (214 homens; idade média = 37,6 ± 10,8 anos; média de cigarros consumidos ao dia = 15,0 ± 9,2) responderam a nova escala, o Fagerström Test for Nicotine Dependence (FTND, Teste de Fagerström para Dependência de Nicotina) e outras questões. Empregamos a análise fatorial exploratória para determinar a estrutura fatorial da escala. A influência de algumas características clínicas nos escores da solução fatorial final foi também avaliada.


Resultados: A análise fatorial revelou uma solução com 21 questões agrupadas em nove fatores: dependência, prazer de fumar, redução da tensão, estimulação, automatismo, manuseio, tabagismo social, controle de peso e associação estreita. Para a escala como um todo, o coeficiente alfa de Cronbach foi de 0,83. As mulheres exibiram maiores escores para dependência, redução da tensão, manuseio, controle de peso e associação estreita do que os homens. Os escores do FTND correlacionaram-se positivamente com dependência, redução da tensão, estimulação, automatismo, tabagismo social e associação estreita. O número de cigarros fumados ao dia se associou com dependência, redução da tensão, estimulação, automatismo, associação estreita e manuseio. Os níveis de CO exalado mostraram associações positivas com dependência, automatismo e associação estreita.


Conclusões: A nova escala fornece um quadro aceitável dos fatores motivacionais associados ao tabagismo, com confiabilidade e propriedades psicométricas satisfatórias.


Descritores: Tabagismo; Estudos de validação como assunto; Abandono do uso de tabaco.


Veja artigo completo, clique aqui!